Enquanto as horas não passam


Madrugada, o telefone sem sinal na minha cabeceira diz que ninguém irá sentir minha falta esta noite, caso sintam será em vão para mim. 

Os sons que ecoam lá de fora são tristes, sabe daqueles tão silenciosos que você até chega ouvir alguém pedindo socorro. É, talvez esse alguém seja eu.

Minhas mãos insistem para as palavras pelo menos rascunharem o projeto de um desabafo, mas até elas minhas inseparáveis companheiras não estão comigo.

Já perdi a conta de quantas vezes olhei pro relógio e ele novamente não conspira a meu favor, suas batidas são calmas diferente das do meu coração.

O meu sono ficou perdido no primeiro episódio daquela série viciante e agora nem sinal dele, nem que alguém o tenha roubado e muito menos que alguém queira me devolver.

Faço uma seleção de músicas, na verdade já tenho uma seleção das músicas que eu preciso, estão em uma pasta escrito com letras chamativas, nostalgia.

Coloco o fone nos ouvidos, fico ali perdida por um bom tempo, viajando em meus pensamentos, tentando fazer minha mente fluir algo bom, mas novamente me transporto pra um destino certo ou talvez incerto, não sei.

Encima da mesa de cabeceira um livro aberto na décima página, um daqueles de auto ajuda, que ainda não encontrei ajuda alguma. Somente palavras de alguém que esteve em uma mesma situação e conseguiu sair, mas quem disse que eu quero sair?

Com o controle da tv nas mãos eu tento achar algo interessante, depois de ter escutado aquelas nostálgicas músicas eu quero algo melhor para fazer, impossível, não hoje, não agora.

Amanhece, a luz do sol interrompe o escuro triste do meu quarto, o meu sono chega, meus olhos não permanecem mais abertos e eu me rendo a todas as lembranças que agora estarão em meus sonhos e daqui alguns momentos em meu novo dia, até logo.
Comentários
20 Comentários

20 comentários:

  1. Muiito lindo esse texto, e o blog. Ameei *-*
    Estou seguindo, espero sua visita la no blog...

    Beijinhos
    Giih

    @gihchacon

    gehegih.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nussss!!! Já te disseram que você consegue fazer as pessoas sentirem o que você escreve?
    Se não disseram, tenho certeza que querem dizer isso... rs
    Muito bom!!! =D

    ResponderExcluir
  3. aaah , tá tãi lindo aqui .
    adorei o post ..
    beijoos

    pequenaslinhas.blogspot.com
    visita lá ;)
    Beijoos

    ResponderExcluir
  4. Achei maravilhoso o seu modo de usar as palavras. Texto belíssimo, digno de aplausos. Voltarei mais vezes.

    ResponderExcluir
  5. As vezes no silêncio da noite...♫ eu fico a imaginar, buscar, tentar e sei que isso não é ruim. A noite escura e sem solúveis momentos é como um sonho, e quando acordamos de manhã, ai sim chegou a hora de deitar e deixar que o sono nos faça componentes desse sonho!

    Volto sempre!

    ResponderExcluir
  6. cara, eu acho que essa é a frase principal do seu texto "mas quem disse que eu quero sair?"
    nós consgeuimos tudo que queremos. se quiser parar de pensr em algo, tu vai tentar com vontd e isso vai acontecer...
    mas quem disse que queremos fugir ou nao sentir, nao é?!

    rs

    mto
    bom
    ate breve!!

    ResponderExcluir
  7. Seu blog é tão fofo *-*
    amei o estilo dele,vc acaba de ganhar uma seguidora!
    http://chatapordimais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Ficou bem legal o post!!!

    Obrigada pela visitinha, adorei!!!

    http://azizefashion.blogspot.com/
    Minha page:
    http://www.facebook.com/pages/AZIZE-FASHION/133491186723572
    Twitter:
    @AzizeFashion
    @SamantaAzize

    ResponderExcluir
  9. É complicado quando tem algo assim acontecendo.. essa angustia, essa espera por sabemos lá o que.. Abraço

    ResponderExcluir
  10. Liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo! *-* Retratou direitinho oq sinto, amiga! Nossa! :O

    by:Déborah Leite

    ResponderExcluir
  11. Que blog mais fofo é esse gente ?!
    adoreeei, está de super parabens, fora esses textos linnnnnndos !


    * é realmente MAC ainda ficará em meus sonhos por um belo tempo, infelizmente rs'

    beeeijos (;

    (estamos seguindo, siga-nos tambem http://atitudeeetc.blogspot.com/ *-* )

    ResponderExcluir
  12. A solidão é um bom lugar para se passar, mas um péssima casa para se viver.

    Já me senti muitas vezes assim...

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. LINDO JU, ME VI NAS PALAVRAS. *O*

    ResponderExcluir
  14. Janaina Lima19/07/2011 10:10

    Incrível a tua capacidade de expressar algo tão ruim em forma tão bonita. parabéns e sucesso sempre Juliane.

    ResponderExcluir
  15. Eu realmente tenho uma pasta de músicas preparada para esses momentos. É complicado isso. Mas a vida é assim, e por mais que algumas pessoas tenham boa vontade em nos ajudar, primeiramente nós precisamos querer receber ajuda.
    Lindo texto, como sempre.
    Bjo! (:

    ResponderExcluir
  16. Definição: Sofrer de Amor.
    Acho que sofrer por um sentimento, por uma pessoa, é algo que nos esvazia muito. Nada pode nos manter distante dos pensamentos que buscam responder ou econtrar uma solução.

    ResponderExcluir
  17. UAU !!!!



    Beijos ...

    Elaine

    http://useihoje.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Fiquei meio que sem palavras ... escreve muito bem!!
    Gostei demais viu!


    Beijos .

    Elaine

    ResponderExcluir
  19. Ju, que palavras mais lindas! Acho que todo mundo já passou por um dia assim. Eu mesma, já dormir chorando, pedindo a Deus que de manhã eu acordasse do pesadelo. :/ Mas um dia eu aprendi que tudo na vida passa e toda ferida se cura, cicatriza. Daí as coisas ficaram bem mais fáceis. Um beijo linda. :*

    ResponderExcluir
  20. Nossa, que palavras lindas.
    Sofrer por alguém dói muito e acho que noites assim todos nós já tivemos.
    Ta tão perfeito que nem tenho mais nada a acrescentar, sério.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem vindo.
Mas não esqueça, aceito suas palavras se você aceitar as minhas.

Att. Juliane Bastos


Designer por Juliane Bastos e Pâmella Ferracini exclusivamente aos 3 anos do blog.