Aquele livro


Lá estava ele, na minha estante, aproximadamente à um ano. O pó teimava em trocar as corres das folhas e eu teimava em não retirá-lo de lá.
Ele foi mais um impulso de compra, pra falar a verdade, um lançamento com o tempo esquecido por mim.
Mas hoje eu resolvi acabar com a minha fama de mal e desvendar os seus segredos.
Temia em ser mais um livro, mais uma história com final feliz, mais páginas e páginas de palavras doces ou cheias de sofrimento.
A primeira página não me surpreendeu, na verdade até pensei em desistir. Mas eu queria continuar, pois alguma coisa me dizia para ler até a última palavra.
A história só começou a fazer sentido quando me identifiquei com a personagem, quando cenas passaram pela minha cabeça e uma lágrima de arrependimento caiu. 
Não vou mentir, achei que aquela história era minha e por incrível que pareça aquele amor também era meu.
Aprendi que o amor não é algo comum e que família é o bem mais precioso que temos. Aprendi a dar mais valor aos momentos e parar de pensar tanto em mim mesma. Aprendi que o importante é o que você faz agora, que a vida é unica e que um dia ela acaba.
Aquele livro não será o mesmo para mim e hoje ele está junto aos outros livros especiais, aqueles que sempre que eu vejo me recordo da história, sinto saudade de cada palavra e da simples forma de amar.

Dedicado ao livro A última música - Nicholas Sparks. Eu recomendo o livro e o filme, ambos maravilhosos.

Comentários
18 Comentários

18 comentários:

  1. Nicolas Sparks? Já ouvi falar, mas nunca li nenhum livro dele..ainda.

    Livros mudam as pessoas, mudam conceitos e visões de mundo, quem lê sabe disso. Mas sobre amor não ser algo comun..eu discordo. Como bukowski diria: "existem 10 mil pessoas da qual vc amaria mais se conhecesse..mas nunca conhecemos".. Não é algo tão raro assim, tambem não deve ser banalizado, mas vc pode encontra-lo na proxima esquina..quem sabe.

    Gostei do blog apesar de não ter gostado da combinação de cores (nunca fui fãn de rosa, sabe como é) mas parece ser bem interessante. Vou olhar outras postagens. Abraço

    ResponderExcluir
  2. Sabe..as vezes julgamos pela capa e não lemos, não vemos o quão magnífica é a história...
    Já fiz muuuuuuuuuuuuito isto.Julgava HARRY POTTER como uma historinha fantasiosa qualquer, quando é a historia mais linda e mágica que eu já li..
    Enfim AMEI o texto e espero que o seu sucesso dobre.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li o livro,mais depois da dica tão inspiradora irei ler...
    Porém assisti o filme e foi inevitável não se envolver,não se apaixonar e não se sentir na pele da personagem principal...
    Com certeza depois de vê o filme a gente sai com uma imagem diferente da vida...

    Adorei demais o teu blog...
    Te seguindo =)
    (se puder dá uma olhadinha no meu depois)
    Beijos =*

    ResponderExcluir
  4. Você escreve com uma leveza e com uma força que surpreende a todos. parabéns Ju, estava com saudades daqui.

    ResponderExcluir
  5. Aprendi a admirar o amor com o teu blog menina. Sucesso.

    ResponderExcluir
  6. Que incrível aqui. Lindo demais.

    ResponderExcluir
  7. Lindas palavras!
    Mais uma vez um fantástico texto!
    Nada que surpreenda de suas mãos, Juliane!

    Bj

    Rui Pires - OLHAR D'OURO

    ResponderExcluir
  8. Certos livros possuem um grande impacto em nós...
    A sua descrição de como as letras fixam-se, enquanto ele resta na estante.. foi linda!

    Ah... amei este layout!

    ;D

    ResponderExcluir
  9. Massa o seu blog!!
    Curti mesmo, ta no caminho certo!
    Virei sempre agora.
    seguindo... passa la no meu e clica nos anúncios
    =D

    Alisson Luis
    www.sinholuis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. verdade muitas vezes julgamos pela caa, e muitas vezes acertamos.. nunca fui chegada a ler, vivia na biblioteca com a minha amiga q ama ler, anos dps quando ela e outra amiga sairam da escola, eu nao tinha mas o q fazer e nem ir aos passeios a biblioteca, mais ate q um dia chegou o momento dem q peguei um livro de livre espontanea vontade. Cinco minutos de alencar. maravilhoso.. romance em 5 minutos -literalmente. Depois o gosto foi aumentando qundo tive o blog e dai pedi de amigo segreto e natal o livro e a continuação,e os devorei em um dia e meio.^^ agora so to esperando minha amiga me emprestar a continuação de nana(são 21 no total, ja li 3) e minha outra amiga emprestar a coleção o Diario do Vampiro ^^

    ResponderExcluir
  11. Linda postagem!
    Vlw pela dica, irei procurar mesmo ;]
    beijos

    http://bruhworspite.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Adorei o texto Jú.
    É impressionante como apenas nos interessamos em algo quando nos toca, ou se parece com a nossa história. Há autores realmente que tem o dom de tocar-nos através de palavras, e em algumas vezes ainda nos faz repensar na vida e como a guiamos.
    Fiquei muito curiosa em relação ao livro, obrigada pela indicação. (:

    Beijos Jú, e parabéns pelo blog!
    http://ribeiroap.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Sempre achei que The Last Song era uma música,e só.
    Ultimamente tenho adquirido um certo preconceito com filmes românticos,porque por mais que sejam baseados nos livros,sempre vai ser só aquela parte romântica na tela,e o resto da história ? Isso me deixa injuriada.
    Mas tentarei assistir seguindo a sua dica :D

    ResponderExcluir
  14. nossa amor que lindo o bloog ,os textos estão lindos *-*
    segue e comenta no meeu http://seempreaoseulado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. aaaaah que lindo *--*
    AMO os livros do Nicholas Sparks!
    E tenho A última música aqui em casa :D
    Só falta arrumar tempo para ler :(


    Ótimo texto Juh :)

    Beijos,

    Gabi
    Mundo Platônico
    http://gabiiem.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li o livro, mas sempre quis, apenas vi o filme e confesso que chorei vendo. Também aprendi essas coisas e são esses livros que são os que temos que ler, livros que nos mostram coisas e nos fazem refletir.

    http://destinazioneparadiso1.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. doreii a postagem.. realmente as vezes vemos um livro que não gostamos da capa.. mais muitas vezes o que tem dentro pode significar muito em nossas vidas.. "não julga as coisas pela capa, porque por dentro pode ter muita coisa que fará a diferença em sua vida" - Obrigada pela visita em meu blogger.. ;D Beziitos..

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem vindo.
Mas não esqueça, aceito suas palavras se você aceitar as minhas.

Att. Juliane Bastos


Designer por Juliane Bastos e Pâmella Ferracini exclusivamente aos 3 anos do blog.